Organização e Clareza Mental

Muito tem se falado ultimamente sobre a série da conhecida Marie Kondo exibida pela Netflix. Acho muito interessante que o tema organização seja abordado dessa forma, levando o assunto para um número cada vez maior de pessoas. Eu tenho lido por aí muitos textos e opiniões sobre a série e uma coisa me chamou a atenção: vários deles tem abordado a relação entre organização e clareza mental.

Eu mesma ainda não assisti a série, mas vi que algo que a pessoas destacam ao falar sobre ela é que os participantes, que receberam ajuda da Marie Kondo para organizarem suas casas, sempre falam sobre o quanto essa arrumação ajudou a colocar sua vida como um todo em ordem. Isso é algo que a própria Marie Kondo aborda em seu livro A Mágica da Arrumação, onde ela apresenta depoimentos de clientes que dizem ter conseguido melhorias na vida profissional, nos relacionamentos e nos mais diversos aspectos da vida assim que conseguiram organizar suas casas.

Para alguns pode até parecer exagero, mas o fato é que existe uma relação inegável entre organização e clareza mental. Essa semana eu compartilhei na fanpage do blog (ainda não conhece a nossa página no Facebook? Clica aí para conhecer!) um artigo que fala um pouco sobre a série, e que traz a opinião de um psicólogo que afirma que “a limpeza e a ordem influenciam muito na nossa saúde mental”.

Esse mesmo psicólogo explica que o ser humano tende a buscar o equilíbrio, a ordem e que o ato de limpar e organizar as coisas e jogar fora o que não precisamos mais faz com que o cérebro libere endorfinas, trazendo sensação de bem estar. É por isso que muita gente resolve fazer uma faxina quando está estressado ou irritado. Além disso, a bagunça também pode causar sentimentos de ansiedade, atrapalhar o sono, diminuir a concentração e trazer cansaço e frustração porque você está sempre tentando encontrar as coisas no meio da bagunça.

Claro que é preciso ter um equilíbrio. Muita tem gente tem mania de limpeza e obsessão por organização. Isso não é algo muito saudável. Nesses casos a necessidade de manter tudo limpo e em ordem acaba se tornando algo tão ou mais estressante do que viver no meio da bagunça. Acredito que o ponto de equilíbrio (pelo para mim funciona assim) é o seguinte: se esforçar para manter as coisas organizadas mas entender que nada nunca ficará 100% organizado o tempo todo, e tudo bem. Eu, por exemplo, gosto de manter minha mesa de trabalho sempre em ordem. Mas as vezes acontece, em uma semana mais cheia por exemplo, de se acumularem papéis, livros e várias outras coisas. Eu gostaria que estivesse tudo arrumado e organizarei tudo assim que possível? Sim. Mas essa “bagunça temporária” não é algo que me perturbe e me faça sentir urgência em arrumar.

mesa computador mac planta caneta caneca

Foto de Georgie Cobbs em Unsplash

O interessante é que diversos métodos de produtividade, além de inúmeros especialistas da área e até mesmo psicólogos e terapeutas confirmam que a organização (de forma geral) traz uma sensação de bem estar e ajuda tudo a fluir melhor.  Basta ver a quantidade de métodos de produtividade que incluem a recomendação de limpar sua caixa de e-mail ao fim do dia. Além do ponto óbvio de que, se sua caixa de e-mail estar zerada significa que você resolveu tudo que havia para ser resolvido ali (mesmo que seja delegando ou simplesmente realocando as atividades dali para lugares específicos – lista de tarefas ou agenda, por exemplo) a sensação de que não há nada pendente é extremamente agradável.

Além do mais, parece haver uma relação direta entre ordenar seu espaço físico, o ambiente onde você se encontra, e ordenar seus pensamentos. Organizar a desordem visível tende a nos fazer querer organizar a desordem mental e muitas vezes ajuda nesse processo. Tal ideia é defendida por David Allen, criador do tão conhecido método GTD, em seu livro Getting Things Done – A Arte de Fazer Acontecer. Ele usa muito do conceito de “mente clara como água”, que representa uma situação onde você tem tudo sob controle, todas as coisas que você precisa fazer estão ordenadas, e sua mente não precisa mais se preocupar com elas. É nesse estado em que você consegue atingir o máximo de produtividade.

Para mim é mais do que clara a relação entre organizar-se e pensar com clareza, porque eu vejo isso na prática. Trabalhar em um ambiente organizado faz com que eu seja mais eficiente. Tanto pela questão de não perder tempo procurando alguma coisa, quanto pelo fato de que bagunça é algo que me deixa um pouco irritada. Claro que eu não chego ao ponto de dizer que eu não consigo trabalhar em meio a bagunça. Eu consigo sim, mas não é tão produtivo e nem tão agradável quanto trabalhar em um local com tudo em ordem.

Eu também já notei que um ambiente organizado me ajuda a “pensar melhor” e a organizar minha mente. E aqui entra o que eu disse antes, de que o ambiente organizado funciona como um estimulante para organizar minha mente, tanto que, muitas vezes, o processo de organização mental acontece simultaneamente enquanto eu organizo o espaço físico ou mesmo meus arquivos no computador.

Antes de terminar acho importante ressaltar mais uma vez a questão do equilíbrio. Hoje em dia parece haver uma quase obrigação de ser uma pessoa organizada. Falar sobre o assunto está na moda. E eu acredito realmente que isso pode ser uma coisa boa no sentido de que mais pessoas entendam o quanto a organização pode tornar a vida mais leve e tranquila. Mas precisamos entender, como eu já disse por aqui outras vezes, que organização é para facilitar e não complicar mais. Algumas pessoas podem se sentir pressionadas a ter uma “organização perfeita” e se sentirem frustradas quando não conseguem. Por isso eu disse lá em cima que eu acho impossível ser organizado com tudo o tempo todo. Organização é para ser algo simples, que facilita e não algo que te deixa mais irritado, cansado e com sentimento de fracasso por não conseguir atingir uma organização idealizada.

Como isso funciona pra vocês? Eu penso que se você está tendo dificuldades para ser produtivo ou até mesmo para tomar decisões, resolver algum problema, algo que pode ajudar é arrumar alguma coisa. Seu guarda-roupa, mesa de trabalho ou o armário da cozinha. Experimentem e me contem se funcionou. O quanto você acha que a organização (ou falta dela) influenciam sua clareza mental?

Até mais,

Juliana Sales

12 comentários sobre “Organização e Clareza Mental

  1. Olá!!!

    Eu não sou obsessiva na limpeza da casa. Faço minha faxina semanal, procuro manter a ordem e a hora do meu descanso é meu descanso. Mas sei que tem algumas pessoas que ficam doentes nisso e realmente não é saudável.
    Por várias vezes eu faço aquela limpeza geral em algum cômodo, no guarda roupa, armários da cozinha e ai vai. Pq não tem jeito, sempre tem coisa parada que não uso a tempos e confesso que sempre que faço essas limpezas me dá um bem estar, uma sensação boa de organização.
    Eu ainda não assisti a série da Marie, mas pretendo, pois já li e estou vendo falar muito.
    Excelente post!!

    bjs

    Curtido por 2 pessoas

  2. Comigo é assim, quando arrumo a casa, faço faxina, jogo fora coisas que não uso mais, a sensação de bem estar é logo sentida. Me dá uma paz, parece que algum problema pendente foi resolvido. Não consigo conviver em um ambiente bagunçado, gosto de manter a ordem, mas nada obsessivo, concordo que manter o equilíbrio é fundamental.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Aqui em casa limpamos e mantemos a mesma organizada. Nada é fora do lugar, mas aquela obsessão por limpeza não temos, pois isso é uma doença e precisa de tratamento.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Menina, adoro estar aqui para sempre aprender mais no quesito organização! Mas preciso te confessar uma coisa: sabe que já comecei o ano muito cansada!? Louco isso, não é?
    Estou cheia de ideias e intenções, mas preciso buscar forças! Te juro!
    E jogar as coisas fora é comigo mesmo! Por isso até penso que preciso me cuidar nesse sentido, porque senão depois me arrependo com certeza! Rsrsr!
    Estou realmente precisando de estímulos e muitas vitaminas no organismo ultimamente!
    Beijos!!!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Oi Juliana, boa tarde.
    Eu não conheço a série e nem a pessoa, mas já li a respeito em outros blogues.
    Vou lhe contar uma coisa que acontece comigo há algum tempo e que eu identifiquei depois de começar a ler seus textos-posts. Eu sempre soube que tenho manhas-manias, mas no tocante a escrita… preciso de uma mesa organizada, de livros ao alcance de minhas mãos, xícaras com minhas canetas, lápis e outros. A luminária no lugar certo. O notebook limpo (odeio teclado sujo) e preciso arrumar a mesa… cada coisa no seu devido lugar, ainda que isso se transforme ao longo dos dias, durante o processo criativo, que naturalmente é caótico. Mas o espaço-mente não é.
    Então, preciso de ordem espacial e caso não seja assim, algo não funciona. E quando saio de casa para trabalhar, vou para espaços urbanos (cafés, bibliotecas) preciso da mesa do canto, de uma janela para espiar movimentos, e numa espécie de ordem das coisas. É isso… minha loucura pessoal é essa.
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

  6. Eu me vi aqui nesse trecho “trazer cansaço e frustração porque você está sempre tentando encontrar as coisas no meio da bagunça.”
    As vezes penso que tenho coisas demais e me livrei de um monte de coisas que um dia me fizeram falta rs. Então percebi que tenho espaço de menos para guardar as coisas e falta de organização de colocar as coisas no lugar certo.
    E isso tem me irritado demais.

    Curtido por 1 pessoa

  7. Oi Patrícia!

    Assisti a série da Marie Kondo e tive a mesma sensação. A organização em si traz muitos outros benefícios para além do ter cada coisa em seu próprio lugar e se ver livre de bagunça. A série retrata muito isso nas famílias, o alívio do stress, da necessidade de tentar viver no caos quando tudo é definido e as prioridades colocada em seus lugares. Tive algumas ressalvas maiores da leitura do livro do que da série, que conseguiu, mesmo sem querer, retratar outros vícios intrínsecos aos lares das pessoas.
    E acredito que a clareza mental que você fala tem muita relação com isso, em conseguir manter certas coisas sob uma devida ordem, não no sentido rígido de controle absoluto, mas de ser possível segurar as rédeas quando necessário, conseguir se encontrar.
    Pra mim as coisas funcionam mais ou menos assim também, esse começo de ano foi bem corrido, porque cheguei de viagem num dia e no outro já tinha que ir trabalhar. Os dias e finais de semana seguiram corridos e não consegui faze várias organizações que gosto de fazer no começo do ano. Esses dias de Carnaval consegui arrumar a parte que estava pendente e parecia que eu tinha tirado um peso enorme da cabeça, que estava sempre ligada na bagunça que eu não conseguia dar um jeito…rsrs As coisas até fluíram mais depois.
    xoxo

    Curtido por 2 pessoas

  8. Oi! Tudo bem?

    Eu concordo plenamente com você sobre a ligação direta entre a organização e a clareza mental: quando estou em um ambiente bagunçado, sinto que mal consigo pensar de forma bem encadeada no que é necessário fazer e é sempre difícil demais começar – eu fico parado no meio ambiente só vendo o caos, é péssimo, por isso sempre evito! Ambientes limpos e organizados são a melhor forma de deixar minha criatividade fluir livremente!

    Literalize

    Curtido por 2 pessoas

  9. Eu não consigo estudar e nem ser muito produtiva com bagunça, isso já foi um problema muito grande pra mim e as vezes ainda é um problema, porque arrumar leva um tempo que muitas vezes eu não tenho, mas o que eu percebi é que quanto mais eu preciso manter clareza mental, mais organizado precisa estar o ambiente em que eu estou.

    Curtido por 1 pessoa

  10. Olá. A frase “organização é para facilitar e não complicar mais” já é o caminho para o tal equilíbrio. Minha esposa esta assistindo a série e tem amado. Eu particularmente sempre fui um bagunceiro e ainda tenho dificuldades de me organizar, adorava a frase “me encontro na minha bagunça” mas confesso que agora, organizando melhor minha mente, me sinto mais organizado também externamente. Eu realmente acredito que uma coisa alavanca a outra e é inegável que produzir em um local organizado, seja seu escritório ou sua mente, torna o processo mais fácil.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s