Vamos falar sobre foco?

Não é preciso consultar um dicionário para saber o que é foco. Podemos definir foco como a capacidade de nos manter concentrados em determinada ação ou tarefa. Eu já expliquei por aqui a diferença entre foco e concentração porque, sim, as definições são diferentes. Mas em termos práticos podemos ter a liberdade de considerar as duas palavras como sendo sinônimos.

Todos sabem também que conseguir se manter focado é essencial para ser uma pessoa produtiva. Um dos fundamentos da produtividade é a atenção e foco nada mais é do que direcionar e manter nossa atenção sobre determinada coisa/assunto. Existem algumas técnicas de produtividade, como o Deep Work que falam principalmente sobre a importância de gerenciar nossa atenção e focar o máximo possível em nossas tarefas.

Claro que isso não é tão simples. Vivemos em um mundo de distrações, com notificações de mensagens chegando a todo instante, pessoas nos chamando, telefones tocando, tarefas e obrigações novas surgindo. E justamente por isso, por estarmos rodeados por esse excesso de informação, se torna ainda mais importante sermos capazes de direcionar nossa atenção, ou seja, mantermos nosso foco.

A boa notícia é que diversos estudos apontam que podemos treinar nossa capacidade de nos mantermos focados. Cal Newport, defensor do conceito de Deep Work e autor de um livro sobre o assunto, afirma que concentração e foco são habilidades que podem ser treinadas e desenvolvidas.

Cal Newport também confirma algo que eu já disse algumas vezes por aqui: multitarefa é ruim para nossa produtividade porque prejudica nossa capacidade de permanecer focados. Newport aponta que quanto mais ficamos “fora de foco”, mais difícil fica nos concentrarmos quando precisamos. Eu já expliquei por aqui que na realidade não somos multitarefa porque nosso cérebro não funciona assim. Quando fazemos mais de uma coisa ao mesmo tempo, alternamos sucessivamente nossa atenção entre elas. E isso ensina nosso cérebro a não focar devidamente em nada, a desviar constantemente o objeto de nossa atenção.

cpmputador livros flores

Foto de J. Kelly Brito em Unsplash

Mas como eu falei antes, isso é algo que pode ser mudado com treinamento e prática. Se podemos ensinar nossa mente a alternar constantemente a atenção entre uma coisa e outra também podemos ensiná-la a manter-se focada em um única coisa por vez.

Uma forma de começar a treinar sua capacidade de foco é usando o conceito por trás da técnica Pomodoro. Programe um tempo de sua preferência e se comprometa a dedicar sua atenção única e exclusivamente a tarefa que você precisa fazer. No começo provavelmente não será fácil. Talvez seja necessário começar com um pequeno intervalo de tempo e ainda assim você talvez sinta que é quase impossível manter-se 20 ou 30 minutos apenas dedicando-se a sua tarefa. É parecido com exercício físico. Imagine que você quer começar a correr. Você não vai correr 5 quilômetros no primeiro dia. Na verdade, talvez não consiga correr nem 500 metros. Mas se você quer adquirir essa habilidade, precisa começar. Nem que seja apenas caminhando esses 500 metros. Com o tempo você vai melhorando seu condicionamento físico, aumentando a distância e a velocidade. Foco é parecido. Comece se esforçando para manter-se focado, nem que seja por pouco tempo. Aos poucos você irá conseguir melhorar sua capacidade de atenção e aumentar o tempo que permanece concentrado. É uma questão de treinamento, mas também de disciplina.

Precisamos entender também que manter-se focado é mentalmente cansativo. Principalmente por a maioria de nós estar acostumado a desviar nosso foco de atenção o tempo todo. E isso é ainda mais comum se a tarefa  que estamos fazendo for entendiante e repetitiva. Estudos desenvolvidos na Universidade de Michigan mostram que quando estamos entendiados ou cansados de fazer a mesma tarefa, algumas partes do cérebro simplesmente “desligam” e entram em repouso, parando de prestar atenção no que estamos fazendo.

É importante saber disso para perceber que podemos sim melhorar e muito nossa capacidade de foco com treinamento e disciplina. Mas existe um limite definido pelo cérebro a partir da qual é impossível se manter focado porque nossa mente já está excessivamente cansada. Daí a importância dos momentos descanso, para recuperar e relaxar a mente entre uma tarefa e outra, entre um período de atenção focada e outro.

É evidente que podemos também tomar algumas atitudes para lidar melhor com isso. Boa alimentação, exercícios físicos e cuidar bem do sono são coisas essenciais. Praticar meditação pode ser uma boa ideia, embora nem todo mundo goste desse tipo de atividade. Mas se você nunca nem tentou, sugiro experimentar porque é algo que por si só te força a direcionar e controlar em que você está colocando a sua atenção.

notebook flores cadeira mesa janela

Foto de Anshu A em Unsplash

Outra coisa importante é evitar a sobrecarrega mental. O uso de uma caixa de entrada ajuda muito com isso. Estou falando aqui de tirar da sua cabeça as coisas que estão rondando seu cérebro e distraindo sua atenção. Anote (em um caderno, no bloco de notas do celular, em um arquivo do word) o que está na sua mente. Ideias, pensamentos, lembretes, tarefas, projetos futuros. Tire da sua mente a obrigação de te lembrar das coisas. Ela ficará mais relaxada, menos estressada e como melhor capacidade de atenção. Obviamente o fato de anotar as coisas, e mais, de checar suas anotações diariamente, precisa se tornar um hábito. Senão você não sentirá confiança e sua mente continuará se preocupando.

É preciso tentar também minimizar tanto quanto possível as distrações e interrupções. Eu já falei muito sobre isso por aqui, por exemplo, nesse post sobre os ladrões de tempo e nesse sobre o excesso de informação. Mas a ideia aqui é simples: silencie todas as notificações de novas mensagens. Desligue o celular. Use programas ou extensões de navegador para bloquear sites de redes sociais ou outros que te façam se distrair e procrastinar. Tire o telefone do gancho. Feche a porta. Use fones de ouvido. O que você precisa é identificar quais são as coisas que mais te distraem e interrompem sua atenção e desenvolver formas de evitá-las.

Acredito que todos nós sabemos o quanto é difícil nos mantermos focados e ao mesmo tempo o quanto é importante nos esforçarmos para conseguir. Precisamos também saber que é normal passarmos por períodos em que temos maior dificuldade de controlar nossa atenção, seja por cansaço, problemas pessoais, o que quer que seja. Nesse caso é apenas um período que uma hora ou outra vai passar. Mas esses momentos devem ser a exceção e não a regra.

E você, como está o seu foco?

Até mais,

Juliana Sales.

16 comentários sobre “Vamos falar sobre foco?

  1. Aff, meu foco está totalmente desfocado!!! rsrs Preciso usar as dicas que passou aqui no post para poder obter sucesso no que estou fazendo, pois ando meio desanimado ultimamente. É como você disse, se não nos dedicarmos e começarmos, nada acontecerá. É preciso dar o primeiro passo.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu sou um que tenho muito problema com foco. Senti na pele os efeitos de uma boa alimentação, realmente impactou bastante e positivamente no meu caso, assim como a meditação. Vou ler mais sobre Deep Work, mesmo com algumas ajudas, minha mente inquieta ainda tem muitas dificuldades nesse assunto rs. Grato pelo post.

    Abraço 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  3. Um dos meus problemas é conseguir manter o foco nos projetos que me proponho a fazer. Infelizmente os problemas do dia a dia acabam desviando minha atenção e meus objetivos acabam se perdendo por falta de concentração. Vou tentar a dica da meditação, acredito que vai me ajudar bastante.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Patrícia! Meditação é ótimo, tenta sim! Para mim que sou ansiosa, ajuda muito. No começo é bem difícil, mas depois vamos nos habituando. E trabalhar para melhorar o foco também é para impedir que as ocorrências diárias nos façam perder nossos objetivos de vista.

      Curtir

  4. Juliana, minha cara…
    Eu sempre tive problema em me manter focada em algo por muito tempo, com livros, no entanto, começo e termino sem problema, contanto que a trama me mantenha atrelada a ela. No mais, minha mente parece ter um timer. É como se ela dissesse “você tem x horas para fazer tal coisa” e só. Acho que isso é um pouco culpa do ritmo escolar. 50 minutos de aula, se era produtiva me mantinha atrelada. se era chata, eu fugia. Ia jogar basquete na quadra esportiva ou ler na biblioteca. Minha mente parece que nunca escapou dessa programação. Credo. Nunca tinha parado para pensar nisso. aff

    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Lunna! Essa questão de conseguir se manter focada em uma tarefa apenas por um determinado período de tempo é algo fisiológico mesmo, para a maioria das pessoas. Tem gente que fica mais tempo, tem gente que fica menos, mas de toda forma é raro encontrar alguém que fique horas a fio focado no mesmo assunto. Por isso é importante ter intervalos de descanso e é legal alternar entre as tarefas tantos quanto possível. A exceção é a leitura, assim como você consigo ficar um longo tempo imersa a história me prender.

      Curtir

  5. Oi, Ju! Como vai? Espero que bem! Olha, que post interessante! Bom, focada posso afirmar que sou! E para uma pessoa ligada em 220W como eu (Rsrs) vejo como uma dádiva! É que ao mesmo tempo que estou fazendo algo já estou visualizando a próxima ação! Mas quando tenho uma meta, sou determinada, o que me ajuda a focar no que quero. Foi assim quando coloquei em mente que mesmo com uma filha de dois anos ia entrar para uma universidade pública (na época tinha menos de duas semanas para estudar, mas virando noite para não deixar de ser mãe de uma bebê, consegui passar em 9° lugar, concorrendo com 350 pessoas. Realizei meu sonho!) O mesmo quando quis emagrecer, quando quis retornar com o Blog e me dedicar a um projeto que de fato me indentificasse, o que me levou a estudar bastante até me encontrar no nicho literário (antes tinha um com enfoque educacional, de mesmo nome, mas vi que não era o que queria, mesmo sendo educadora. Hoje uni o útil ao agradável: estudos, leituras e café!! Hahahahah)… E assim por diante!
    E que bom que para aqueles que precisam de uma força há como burlar, de certa forma, o cérebro! Eu me policio muito, sabe?
    De coração, adorei a postagem! Super instrutiva! Parabéns!
    Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Ana Cláudia! Que legal a história da sua vida, realmente o foco ajuda muito a manter nossos objetivos em mente e isso é muito motivador. Parabéns pelas suas conquistas! E que bom que gostou do post!

      Curtir

  6. Oi Ju!!! Realmente manter o foco nem sempre é fácil! Já uso algumas das suas dicas, como por exemplo tirar o som do celular, e anotar tudo no planner para tentar amenizar e não sobrecarregar a mente…
    Percebo que melhorei bastante, bem percebi depois que li seu post!!!
    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  7. Fiz um curso de marketing que falava sobre a técnica de Pomodoro e sinceramente eu achei genial. Hoje estou em uma fase de muitas mudanças em minha vida e o foco está sendo meu combustível pra isso. Mayer o foco nos meus o objetivos está fazendo com que as mudanças sejam mais naturais e menos dolorosas.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Acho que o desânimo tem tomado conta de mim ultimamente e isso tem atrapalhado e muito de manter meu foco.
    E sempre que pego algo para fazer, eu necessito de algumas pausas, senão o foco vai por água abaixo, ai eu acabo dando essas pausas.
    Gostei muito das dicas e vou tentar pelo menos começar a me dedicar mais em manter o foco.

    bjs

    Curtido por 1 pessoa

    • Esses períodos de desânimo são bem comuns Fernanda, acontecem com todo mundo. Muitas vezes é o caso de parar, descansar a mente e rever nossos planos e prioridades. E essas pausas são fundamentais, não dá para forçar nossa mente além do limite. Fico feliz que tenha gostado das dicas.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s