Acordar cedo é sinônimo de produtividade?

Se tem uma coisa que eu sempre vou falar aqui no blog é que, em termos de técnicas de organização e produtividade, não existe nada absolutamente certo e nada absolutamente errado. É tudo uma questão de gosto e de como é a rotina de cada um. Cada pessoa tem suas próprias dificuldades no que se refere a ser produtivo, cada um tem uma rotina e uma personalidade diferente.

Outra coisa que eu nunca vou deixar de falar é que produtividade não é estar sempre ocupado. Produtividade vai além, envolve alcançar objetivos, fazer suas obrigações de forma eficiente, sem se sobrecarregar e sem sacrificar momentos de descanso e lazer, sem sacrificar sua saúde. Por isso, associar produtividade e alta performance é algo que me incomoda um pouco. Claro que cada um sabe de si (como eu disse no primeiro parágrafo), mas essa produtividade que busca ter mais tempo para fazer cada vez mais não é o que eu acredito nem o conceito que eu compartilho aqui.

Esses dois pontos se entrelaçam para introduzir o tema do post de hoje: acordar cedo. Esse é um assunto um pouco polêmico e as pessoas geralmente se espantam quando eu digo que muito raramente (mesmo!) eu acordo antes das oito da manhã. E se surpreendem mais ainda por eu falar e estudar sobre produtividade. Pois acreditem: não é preciso acordar cedo para ser produtivo e dar conta de todas as suas obrigações.

Quero deixar claro que esse post é bem pessoal: ele mostra a minha realidade e o que funciona para mim. Mas acho interessante compartilhar porque alguém pode se identificar e a partir daí entender que não é só porque a maioria segue um padrão que você também tem que seguir. Não é porque funciona para muitos que para você precisa ser igual. E digo mais: a maior parte das pessoas que eu conheço acorda cedo não porque gosta mas porque precisa. E eu tenho consciência de que sou muito privilegiada por poder organizar meus horários da melhor forma pra mim e não precisar acordar cedo.

mesa computador teclado mouse canetas caneca cafeFoto de Bruno Cervera em Unsplash

Mas a ideia que eu quero contrapor nesse post é uma onda que surgiu, eu acredito, a partir do livro O Milagre da Manhã: a de que você precisa acordar cedo para ser bem sucedido. Eu já li esse livro e já falei sobre ele aqui no blog (clica ali no link para ler o post) e, curiosamente, o autor em momento algum afirma categoricamente que é preciso acordar cedo para seguir a filosofia que ele defende. Ele diz, na realidade, duas coisas independentes e que as pessoas associaram mas que não precisam necessariamente estar interligadas.

A primeira é que a forma como você começa o seu dia afeta todo ele. Eu acredito muito nisso e vejo no meu dia a dia que é real. Se você acorda mau humorado, irritado ou se sentindo cansado, a tendência é que seu dia siga esse padrão. Então pra mim é sim muito importante começar o dia da melhor forma possível. Mas isso não quer dizer, obrigatoriamente, acordar mais cedo. Pelo contrário. Para mim, começar o dia bem passa por dormir o suficiente e não sofrer acordando cedo. Desde que eu li O Milagre da Manhã eu incluí na minha rotina os passos que ele recomenda para começar bem o dia. Só que eu não acordo mais cedo pra isso.

A segunda coisa defendida pelo autor é que você precisa tirar um momento do seu dia para cuidar de si e se dedicar a si mesmo. E para ele, particularmente, o melhor horário para fazer isso é logo pela manhã, justamente pela questão de que tirar esse momento pela manhã te ajuda a começar bem o dia. E ele diz, também, que para isso, ele passou a acordar uma hora mais cedo, porque foi a única forma que ele encontrou para ter esse tempo livre. Mais uma vez, isso não quer dizer que todo mundo precisa fazer igual.

Para começar bem o seu dia, talvez apenas 10 minutos em silêncio, meditando, lendo, tomando seu café da manhã, já podem ser suficiente. E você pode escolher algum outro horário do seu dia para ter aquele momento com você mesmo, de auto cuidado. Percebem que são coisas diferentes? O autor de O Milagre da Manhã conta como ele faz e recomenda o que deu certo com ele, mas isso não quer dizer que precisa ser  assim para todo mundo. Até porque, se você acorda cedo, mas fica se sentindo cansado e com sono o dia todo, a ideia do auto cuidado e de começar bem o dia foi para o espaço, já que você está se sentindo mais mal do que bem.

cafe fone de ouvido frase eu poderia ser uma pessoa matutina se as manhas comecassem a uma da tardeFoto de Emma Matthews Digital Content Production em Unsplash

Outro aspecto que vale ressaltar sobre valer a pena ou não acordar cedo (ou acordar mais cedo) é entender como funcionam os nossos picos de energia. Aqui estamos falando de ritmo biológico e de como as pessoas tem maior ou menor energia em horários diferentes ao longo do dia. No post que eu linkei ali em cima, eu falo sobre a cronobiologia e sobre o livro de Michael Breus, chamado O Poder do Quando. Nesse livro o autor aponta que existem quatro cronotipos e para cada um deles os níveis de energia oscilam de forma diferente ao longo do dia. O meu cronotipo, por exemplo, faz com que eu me sinta melhor dormindo tarde e acordando tarde. Meu pico de energia é no fim da tarde e a noite, então é sem sentido pra mim dormir cedo para acordar cedo, sendo que a noite eu tenho mais energia, maior facilidade de concentração e mais foco do que pela manhã.

Então, eu acredito que a decisão de acordar ou não cedo depende da sua rotina e do seu conhecimento do seu cronotipo. Claro que muita gente não tem essa opção de não acordar cedo, porque tem horários a cumprir ou porque gasta muito tempo no trânsito e precisa acordar cedo para não se atrasar. Se é o seu caso, vale o questionamento de se é necessário acordar ainda mais cedo do que se acorda, para fazer o ritual proposto no milagre da manhã, por exemplo. Eu acredito que, se para isso você precisa sacrificar seu sono, a resposta é não.

No final das contas, a reflexão que eu quis propor aqui é: se você tem a opção de escolher qual horário acordar ou se você está pensando em acordar mais cedo para “aproveitar melhor o dia”, será que vale mesmo a pena? O ponto principal é: para isso você vai reduzir o seu tempo de descanso? Se sim, eu acredito que não vale a pena. Porque se você não vai diminuir as horas de sono (o que é o ideal), ao dormir e acordar mais cedo ou tarde você está apenas escolhendo entre o momento da noite e as horas da manhã.

Comparando com os vários anos de escola, faculdade e trabalho acordando cedo, é muito claro pra mim que a minha melhor escolha é dormir e acordar tarde. Eu conheço e respeito meu ritmo biológico. E dentro das limitações de cada um, todo mundo pode ganhar ao tentar entender quais horários do dia tem mais energia e como aproveitá-los melhor. E independente da sua realidade, quando você puder escolher, escolha sempre preservar seu sono e seu descanso, até por uma questão de saúde.  E para vocês, como é? Tem essa escolha? Se tivessem, como seria o dia ideal de vocês?

Até mais,

Juliana Sales

10 comentários sobre “Acordar cedo é sinônimo de produtividade?

  1. Estou acostumada a acordar cedo, por necessidade, mas hoje não ligo mais…E acredito que nós decidimos como será esse dia. Se já acordo resmungando, murmurando provavelmente o dia vai ser longo e exaustivo, por isso, resolvo profetizar um dia maravilhoso…Começo o meu dia com um belo café da manhã e ai é só começar a caminhar…Ah! Posso me dar ao luxo de tirar uma soneca a tarde…Aprendi que não preciso fazer tudo em um dia só…
    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  2. Boa noite, cara mia…

    Semana difícil para ler o seu post, mas o li e tentei pensar o meu dia, minha realidade. Abandonei março e agora tento reorganizar minha realidade. Mas estou sem horizonte ainda… Foram tantas notícias difíceis nos últimos dias que preciso de um tempo comigo, com livros e sem datas, horários.
    Eu gosto da manhã para ler posts, artigos e posicionar as coisas todas nos seus devidos lugares. Sou uma pessoa noturna, então me saio melhor na parte criativa quando a tarde começa a trocar suas cores. Costumo dizer que eu amanheço lá pelas cinco da tarde. rs

    Vou ali preparar uma xícara de chá que esfriou por aqui.
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    • Essa frase : “amanheço la pelas cinco da tarde” me define Lunna. Adorei! E curioso que, ao contrário de você, preciso de horários e datas para me centrar e me encontrar.

      Curtir

  3. Oi, Ju! Como vai? Bom, durante a semana eu acordo às quatro. Vou pra academia às cinco e meia e, de lá, abro a creche. Nos finais de semana, não acordo tão cedo assim, mas me sinto muito melhor e com a sensação de missão cumprida quando também consigo levantar cedo, pq geralmente produzo mais. O dia parece que rende muito melhor! Para escrever, já me identifico melhor com a madrugada! Cada um funciona de um jeito, não é verdade?! Essa é a maneira que mais me identifico!😉 Um beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    • É essa a ideia mesmo Ana, cada um deve respeitar a forma como se sente melhor. Não acho legal se forçar a seguir um horário que você não se sente bem e que não favorece a produtividade, há não ser que seja inevitável.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s