Você também comete esses 5 erros na hora de se organizar?

Eu sempre repito por aqui que organização serve, essencialmente, para facilitar a vida. Organização ajuda a economizar tempo, se planejar de forma mais eficiente e ver as coisas com maior clareza. Porém, todos sabemos que, para quem nunca se organizou na vida, o processo pode ser um pouco trabalhoso, até porque o volume de coisas a ser feito é considerável.

Ainda assim, se você decidiu começar a se organizar, é porque acredita ser algo necessário na sua vida e que vale a pena. E justamente por ser um processo, existem alguns erros bem comuns que as pessoas cometem e que, se não estivermos atentos a eles, podem fazer com que a gente desista de tudo e permaneça sempre com aquela frustração: eu não consigo me organizar!

Esse post, então, traz os 5 erros mais comuns na hora de se organizar e como lidar com cada um deles. Preste atenção para ver se não está cometendo nenhum. E esses erros tanto podem ocorrer na organização da casa quanto na organização pessoal (tarefas, projetos, agenda).

Se preocupar mais com a ferramenta do que com o processo

É comum, quando começamos a nos organizar, ficar tentando encontrar a ferramenta ideal para fazer isso. Qual o melhor aplicativo de gestão de tarefas? É melhor usar a agenda do Google ou uma agenda tradicional? Aliás, agenda, planner ou bullet journal? Para organização da casa: quais organizadores comprar? Preciso de várias caixas, cestos, bandejas?

Calma! Claro que a ferramenta é importante, mas antes de escolher qual utilizar, você precisa criar o seu sistema e estruturar o seu processo. Mais importante que saber o que usar para se organizar, é saber o que e como deve ser organizado. Se você não tem muitos projetos para gerenciar ou se seus projetos não são muito complexos, inicialmente você não precisa de um aplicativo de gestão de projetos. Não adianta querer escolher entre uma agenda ou um planner, se você não tem a dimensão do volume de coisas que você vai precisar administrar.

Então, é muito importante não ficar buscando a ferramenta perfeita. E tome cuidado também de não usar a busca da ferramenta ideal como uma forma de procrastinar e deixar de colocar as coisas em prática por achar que não encontrou a melhor ferramenta. É uma armadilha muito comum perder tempo nessa busca e não sair do lugar.

mesa com flores notebook abajur cadernos porta caneta

Foto de Alexa Williams em Unsplash

Querer organizar tudo do dia para noite

Outro erro recorrente na hora de começar a se organizar é esperar que com algumas poucas horinhas de trabalho sua vida toda vai entrar nos eixos. Não, isso não vai acontecer, afinal sua casa, seus compromissos, seu trabalho, suas tarefas, não ficaram bagunçados do dia para noite. Então, não é do dia para a noite que as coisas vão magicamente se organizar.

Organização é algo contínuo, que precisa ser implementado e mantido, e não uma ação pontual e rápida, que você faz hoje e pronto. Então, não caia no erro de acreditar que a organização é conseguida em um estalar de dedos. Não estou querendo desanimar ninguém, muito pelo contrário: gostaria que todos entendessem que organização não é um objetivo a ser atingido e sim um caminho a ser trilhado. E assim, não tenham vontade de desistir só porque não estão vendo resultados imediatamente.

Isso é especialmente importante, quando se fala de organização da casa. Não queira organizar a casa inteira de uma vez, sob o risco de se cansar, se estressar, não dar conta e desistir de tudo no meio do caminho.

Organizar o que não deveria ser organizado

É quase um mantra da organização: não se organiza tralha. Com isso eu quero dizer que, antes de começar a organizar suas coisas, você precisa passar todas elas (sejam objetos físicos, sejam tarefas/projetos/ideias) pelo filtro do autoconhecimento e da autocrítica.

Para os objetos da sua casa, suas roupas, livros ou quaisquer outros itens, se pergunte: isso é útil para mim? Eu realmente uso? Tem alguma importância ou valor sentimental? É algo que eu gosto muito? Se a resposta for não, descarte. Para atividades em geral: isso precisa mesmo ser feito? Precisa ser feito obrigatoriamente por mim? Contribui para os meus objetivos? Me faz bem? Me faz feliz? Se não, pode riscar da sua lista.

Essas questões do parágrafo anterior são um tanto quanto genéricas, mas exemplificam a ideia: tudo que for tralha, que não agregar, que não for importante, deve ser descartado e não organizado. Use seus critérios pessoais e o bom senso para definir o que é tralha, e esse deve ser o primeiro passo da organização. Organizar o que não deveria ser organizado, o que deveria ser descartado, pode comprometer todo o processo, porque não dá pra organizar se te falta tempo (para suas atividades) e espaço (para seus objetos).

mesa com computador

Foto de Jessy Smith on Unsplash

Não levar em conta sua personalidade

Organização tem muito a ver com autoconhecimento. Antes de tudo, para a organização funcionar, você precisa entender porque quer se organizar. E precisa também saber o que vai ser organizado.

Para estruturar seu sistema, para escolher qual método aplicar e qual ferramenta usar, você precisa conhecer seus gostos pessoais, suas rotina, suas necessidades. Um método de organização que funcione e uma ferramenta que seja eficiente precisa atender suas demandas e se adaptar a sua realidade. Não adianta querer usar uma agenda se você não gosta de escrever à mão. Um aplicativo focado em gestão de compromissos não será tão útil se você tiver poucas atividades com horário fixos.

Aqui também vale lembrar que o que dá certo para outra pessoa não necessariamente vai dar certo para você. Cada um é cada um e vive em realidades diferentes. Então, escolha se organizar da forma que funcionar para você, afinal é isso que importa.

Não saber por que você quer se organizar

Existem posts aqui no blog em que eu falo sobre isso, mas é sempre bom reforçar: saiba porque você quer se organizar. Você sente realmente essa necessidade ou é só por que alguém te disse que precisava ou por que falar de organização parece estar em alta? Se você não tem em si o sentimento de querer se organizar porque vai tornar sua vida mais fácil e te fazer bem, não adianta: não vai funcionar. Você vai perder a motivação, o ânimo, vai se sentir cansado, estressado e achar tudo chato, até chegar ao ponto em que vai pensar que está perdendo tempo. E aí, a ideia de se organizar deixa de fazer sentido, porque no final das contas um dos objetivos também é economizar tempo.

Por isso é tão importante ter essa clareza de propósito: eu quero me organizar para facilitar minha vida. E aí, por mais que às vezes o processo fique cansativo, você sabe que as consequências serão positivas. E, no final das contas, o processo pode até se tornar divertido, porque você de fato consegue escolher o que funciona bem pra você e fazer as coisas da melhor forma, e isso torna tudo mais fácil, e os resultados acontecem, e as coisas fluem.

Agora, me contem: se reconheceram em algum desses erros?

Até mais,

Juliana Sales

20 comentários sobre “Você também comete esses 5 erros na hora de se organizar?

  1. Infelizmente eu me vi em três aspectos: Querer organizar tudo da noite pro dia, Organizar o que não deveria ser organizado e Não levar em conta minha personalidade.
    Como não consegui ajeitar uma rotina de organização acabo me desesperando quando preciso organizar e sou muito apegada às coisas. Eu preciso mesmo olhar mais para mim e perceber qual melhor processo me encaixo e desapegar sem que seja um processo doloroso.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Desses, o que mais cometo é o de querer fazer tudo da noite para o dia e sempre que faço isso, saio no prejuízo. Preciso fracionar, é como você disse no post, é um processo contínuo e que tem que fazer parte do nosso dia a dia.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Infelizmente me reconheci em dois, mas ainda bem que já tinha observado isso e estou tentando mudar.
    O primeiro é organizar tudo do dia para noite, sem chance. E como você falou organização é algo contínuo, demorei para entender isso, principalmente com as coisas da casa, que não acabam nunca hahaha.
    E o outro é a parte de organizar tralha, hoje eu faço essas perguntas, ainda vou usar? quanto tempo está parado? E olha o tanto de coisa sem sentido ocupando espaço.
    Muito bom o post!!!

    bjs

    Curtido por 1 pessoa

  4. Tentar encontrar a ferramenta perfeita é um erro que me acontece com alguma frequência: Sempre acabo baixando alguma aplicativo que alguém indicou e perco um tempão tentando aprender como funciona… Depois não uso mais porque não gosto muito de tecnologias (e volto ao bom e velho bloco de anotações dentro da bolsa) ou quando muito ao grupo comigo mesma no Whats…
    Outro erro que cometia mas tenho melhorado: Querer fazer tudo no mesmo dia, ao mesmo tempo e ver que piorei ainda mais a bagunça…rs…
    Organizar o que não precisa é algo que não me acontece com objetos físicos uma vez que já tenho por hábito separar coisas que não uso mais pra doar, trocar (tenho uma caixa num cantinho do quarto destinada a objetos/livros que não serão mais usados e uma sacola na arara das roupas) ou consertar/reformar/reaproveitar.Agora, ocorre um túnel do tempo quando decido organizar meu computador! São horas e horas lendo, organizando fotos, apagando e-mails e etc.

    Abraços

    Curtido por 1 pessoa

    • Eu acho que essa questão da ferramenta tem uma linha tênue entre testar uma nova, que realmente pode melhorar a forma como você se organiza, e ficar trocando e mudando o tempo todo. Eu mesma estou sempre testando algum aplicativo novo, até para compartilhar por aqui, mas é bem difícil eu incluir algum definitivamente no meu sistema de organização, porque ele já é bem consolidado e me atende bem

      Curtido por 1 pessoa

      • No meu caso, acaba sendo curiosidade/procrastinação pois eu sei o quanto evito depender de celular e tecnologia. No momento só uso os apps de dieta/exercícios pelo celular e o forest pra gerenciar o tempo de uso do aparelho, não consegui me habituar a nenhum outro, nem mesmo o calendário…

        Curtido por 1 pessoa

  5. Com certeza o meu maior erro é querer organizar tudo do dia pra noite. Sou um pouco ansiosa nesse sentido, meu desejo era dormir e acordar com tudo arrumadinho (só em sonho, rs!). Mas é como você disse, organização é um processo contínuo, precisa ter início e prosseguimento para se obter os resultados desejados, afinal nada cai do céu!

    Curtido por 1 pessoa

    • Ansiedade rola por aqui também Patricia, dá um pouco de nervoso não ver tudo arrumado logo né? Para quem é ansioso, aprender a lidar com isso de fazer um pouquinho por vez é quase terapêutico.

      Curtir

  6. Eu uso Bullet Journal a uns 2 ou 3 anos pra me organizar, mas confesso que não é tão simples quanto pensei porque EU AINDA NÃO SEI ME ORGANIZAR COM ISSO! Ou seja, é um paradoxo sem fim…
    Na hora de me organizar eu teimo em fazer tudo em uma hora kkkkkkkkkk eu não resisto cara é mais forte que eu. É porque eu nunca sei se tenho um compromisso e se tenho não sei se devo escrever no BuJo ou deixar na minha cabeça ;-; (help);
    O que eu MAIS FAÇO é organizar o que eu não deveria. Sabe quando você tira várias selfies e vê tudo jogado na pasta de fotos? Então, eu organizo cada foto por ano, ou sejas, eu renomeio todas as fotos com o ano que ela foi tirada, eu RENOMEIOOOO. Meus deuses, é algo que precisa de tratamento psicológico urgente.
    “[..] você precisa conhecer seus gostos pessoais, suas rotina, suas necessidades”, amiga minha rotina é acordar, comer, ficar no PC o dia todo, lavar a louça, dormir e repetir tudo (quarentine mood) ‘-‘ eu sou a pior pessoa pra se organizar mdss (o ascendente em virgem veio com defeito);
    Eu realmente só me organizo porque eu penso que isso vai facilitar minha vida, mas eu gasto muito tempo organizando coisa nada a ver.

    ME RECONHECI NO POST TODO, CHEGA, EU VOU FAZER TERAPIA

    Amei o post bb ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Amigo, você tá exemplificando exatamente o que eu disse de se apegar a ferramenta sem ter um método! Antes de escolher se vai usar um bujo (ou qualquer outras ferramenta) precisa definir a forma como vai se organizar e, a partir daí, ver qual ferramenta te atende melhor. E quanto a sua outra pergunta, sobre compromissos: anote sempre! Anota tudo, sempre, nunca confie só na sua cabeça pra lembrar porque, vai por mim, não funciona! Nossa mente não foi feita pra ficar guardando informação!

      Curtir

  7. Nossa, me reconheci na maioria desses erros. Alguns até que consegui acertar com o tempo (a questão da ferramenta, por exemplo, que hoje uso minha agenda de papel – e reduzi tarefas! – e algumas coisas boto no celular mais como alarme), e também quanto à personalidade, que aprendi na marra e depois de me lascar bastante tentando encaixar algo que não condizia comigo.
    Enfim, ótimo post com dicas super valiosas. Você é mesmo inspiradora *-*
    Beijinhos e boa semana

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Bells, obrigada pelo elogio! 🙂 E isso que você falou, de aprender na marra, acho que acontece com a maioria dos nossos erros né? Muitas vezes só aprendemos depois de dar a cara pra bater e ver na prática que não funciona.

      Curtido por 1 pessoa

  8. Olha, depois de ler esse post conclui o seguinte: somos seres dependentes de uma rotina (você pode discordar) e sem a rotina nos perdemos e nos tornamos desorganizados. Eu me lembro que sempre que voltava das férias, levava algum tempo para readequar a realidade. Era uma delícia passar o verão por aí, mas até voltar e me adaptar ao despertar, aos compromissos e a minha cidade era um caos.
    Acho que o mesmo acontece quando termino um projeto… preciso de um tempo para me adequar.

    Bem, nunca fiz uso de ferramentas para me organizar. Aprendi a usar a agenda e o planner, mas sempre os tive como acessórios que facilitavam o meu processo, mas não era um caminho ou um meio. Entende?

    E tem a questão da disciplina… aquelas coisas que aprendemos na infância, no colégio e que viram manias que levamos com a gente. Estão em mim, até por isso, meu armário de roupas e alimentos estão sempre organizados e se mudar algo por lá, me perco. rs

    Quase me senti normal ao ler seu post hoje. rs
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

    • Lunna, não sei se todo mundo é dependente da rotina, mas eu sou. Não sei nem se a palavra seria dependente, mas que facilita muito o dia a dia, isso com certeza. Quanto ao ponto do uso das ferramentas, isso que você falou seria o ideal, da ferramenta ser um acessório para fazer a organização funcionar. Mas muita gente mesmo se apoia totalmente na ferramenta e aí fica sem entender o porque não está fluindo a organização.

      Curtir

  9. Oi, Ju! Como vai? Bom, primeiramente, gostei bastante do diferencial em nos mostrar os erros nos momentos de organização! Segundo, eu me vi na questão de ser meio que de rompante, sabe?! Tenho andado muito cansada e, por mais que sempre tenha sido muito organizada, tenho sido daquelas que resolve fazer tudo do dia pra noite com algumas coisas, mas sabemos que não é algo prático, não é verdade? Bjs

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Ana! Tudo bem por aqui. E sim, não é prático, além de ser estressante. querer fazer tudo de uma hora pra outra. E vira e mexe a gente pode cair nessa armadilha mesmo.

      Curtir

  10. Meu maior erro na hora de me organizar é: abrir o twitter achando que só vou ficar cinco minutos hahaha. Sério, às vezes as redes sociais sugam demais do meu tempo e eu acabo esquecendo das coisas que realmente tenho que fazer.
    Sobre o post, o tópico que mais me pegou de jeito foi o de se preocupar mais com a ferramenta do que com o processo. Tem dias que eu fico tão pilhada em deixar meu planner e meus aplicativos de listas organizados que eu me esqueço que o real objetivo não é deixar o planner decorado, mas sim organizar minha vida hehe.
    Mas acredito que todo mundo acaba se identificando com um dos erros do post. Eu, por exemplo, ficava vendo muitos vídeos de organização, de pessoas que aparentemente tem a “vida perfeita”, e não levava me conta o que eu podia fazer com o que eu tinha e com quem eu era.
    Nossa, dá pra divagar por bastante tempo sobre esse assunto. Amei seu artigo, tá completinho como sempre ❤

    Curtido por 1 pessoa

    • Isso das redes sociais ainda acontece por aqui também Luana. Não é comum não, mas as vezes acontece, principalmente no Pinterest. Acho que você tem razão, todo mundo vai acabar se identificando com pelo menos um dos pontos do post. E acho super importante isso que você falou, de ver nas redes sociais pessoas com a “vida perfeita” e se lamentar e se culpar por não ser igual. Por isso gosto tanto de dizer por aqui que não existe isso de certo e errado em organização, o importante é funcionar para cada um, atendendo as necessidades individuais.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s