Organização de arquivos digitais

Eu acredito que um dos aspectos mais complexos da organização, e às vezes também um dos mais negligenciados, é o mundo digital. A organização digital é muitas vezes deixada de lado por dois motivos principais: 1) ela não é visível como a bagunça física. Você só percebe que a memória do seu celular está cheia quando ele te avisa não é? 2) o volume de conteúdo digital é praticamente infinito. Não há limites para o número de arquivos que podemos criar, para as fotos e vídeos que queremos guardar, para os sites que salvamos para ler depois, para os e-mails que chegam. 

E justamente por esses dois motivos é que devemos estar atentos a esse lado da organização porque a tendência é que o caos apareça com grande facilidade. Como eu já listei no primeiro parágrafo, a organização digital engloba várias coisas: arquivos, e-mails, sites, aplicativos de celular. Já tem post aqui no blog com dicas de organização digital, mas hoje eu quero falar especificamente da organização de arquivos.

Eu já expliquei que o arquivamento é uma parte essencial do processo de organização. Arquivamento nada mais é do que a forma como você guarda suas coisas. Se organização é colocar cada coisa em seu lugar, é o sistema de arquivamento que te permite definir qual exatamente é esse lugar. E é importante ter esse entendimento para que a organização dos seus arquivos funcione.

De forma geral, pode-se usar para a organização de arquivos digitais os mesmos princípios usados para os arquivos físicos, especialmente no que se refere aos critérios de classificação e categorização.  Por outro lado, existem dois pontos distintos que devem ser levados em conta para que esse tipo de organização funcione: a forma de nomear os arquivos e a realização de backups.

Isso porque, diferente dos arquivos físicos em que só de olhar já sabemos do que se trata, arquivos digitais precisam ser abertos para que saibamos qual o seu conteúdo. Por isso, nomear cada um deles informando claramente qual o conteúdo é essencial na hora de recuperar a informação, ou seja, na hora de encontrar o que você está procurando.

organizacao de arquivos digitais post blog produtivamenteFoto de Domenico Loia em Unsplash

Mas já falaremos mais disso. Por que antes de se preocupar em como nomear os arquivos, você precisa se preocupar com a organização e nomeação das pastas. Então, para começar a organizar seus arquivos digitais, o primeiro passo é definir qual critério será usado para estruturar as pastas. 

Existem muitas possibilidades de categorização, mas eu acredito que as duas mais eficientes e práticas são as indicadas pelo Christian Barbosa, quando ele fala de taxonomia pessoal em seu livro “A Tríade do Tempo“. Ele diz que você pode classificar seus arquivos a partir de dois pontos de vista: considerando seus papéis (ou áreas da vida) ou usando temas gerais, de acordo com os seus interesses.

No primeiro caso, você pode criar pastas chamadas: pessoal, profissional, família, finanças, saúde e por aí vai. Se usar temas gerais, simplesmente utilize aquelas assuntos/temas que são recorrentes na sua vida, desde obrigações até hobbies e interesses em geral: inglês, decoração, animais de estimação, músicas, fotos, livros. 

Vale lembrar que essas formas de categorização são apenas sugestões. Você deve criar a sua estrutura de pastas da forma mais intuitiva possível, porque é você quem deve ser atendido por ela. Só você sabe a melhor forma de localizar alguma coisa: pense como você vai encontrar as informações quando precisar delas. A sua lógica pessoal é o seu melhor guia.

Quanto às subpastas: eu acredito que o ideal é criar tantas quantas forem necessárias para que as coisas estejam de acordo com a sua lógica pessoal. Mas aqui também é questão de gosto. O método GTD, por exemplo, recomenda evitar subpastas tanto quanto possível, mas para mim isso não faz sentido, já que a grande maioria dos assuntos possuem ramificações e eu acho que essa é a forma mais natural de se fazer. Faça como for melhor para você.

Na hora de se nomear os arquivos esteja atento para que ele informe claramente qual o conteúdo. Dependendo do tipo de arquivo, o nome pode conter datas, locais e qualquer outra informação relevante. Arquivos de trabalho, por exemplo, podem ser nomeados como “tipo de arquivo (orçamento, proposta, contrato) + nome do cliente + data”. Fotos em si não precisam ser nomeadas, mas as pastas que as guardam podem conter local, data e ocasião: “aniversáriomaria2019”, “fériasnordeste2018”. Tanto nos nomes de pastas quanto de arquivos é importante saber só de olhar qual o conteúdo.

organizacao de arquivos digitais post blog produtivamenteFoto de John Schnobrich em Unsplash

Ok, já tenho minha estrutura de pastas (recomendo fazer no papel antes de começar a criar pastas no computador, para ter clareza da estrutura e não ter pastas similares ou até repetidas) e já sei nomear os arquivos. Mas por onde eu começo a colocar em ordem a bagunça que é o meu computador?

Eu gosto de começar pela área de trabalho. Muita gente acumula ali ícones de programas que nem usa, rascunhos de arquivos já desatualizados, outros tantos inúteis que já poderiam ter sido deletados. Então, analise cada ícone da sua área de trabalho para decidir vai mantê-lo ou descartá-lo. Tenha em mente que você precisa deletar todos os arquivos antigos, duplicados, temporários. Aqui, mais uma vez fica clara importância de destralhar, afinal não se organiza tralha. Então, para cada arquivo, decida se ele será descartado ou mantido. O que for mantido, renomeie se for necessário e direcione para a respectiva pasta dentro da estrutura que você criou.

O mesmo procedimento deve ser feito para tudo que você tem guardado no computador, todas as pastas: descartar o que é para ser descartado e guardar o que vai ser mantido em seu devido lugar. É um processo trabalhoso e que pode demandar um bom tempo especialmente se você não tem nenhuma estrutura mínima de organização. Se você já tem uma forma de organizar muitas vezes parte das pastas que você usa pode ser aproveitada. 

E eu indiquei começar pela área de trabalho, mas você pode começar por onde quiser. Eu já li que a Gabriela Brasil, especialista em organização digital, recomenda começar pela pasta “downloads” porque muita gente deixa acumulado ali tudo que chega no computador. Como em tudo antes, definir por onde começar é opção pessoal. 

Antes de terminar precisamos falar sobre como manter a organização, já que organizar apenas uma vez não garante que essa organização se manterá já que o tempo todo novos arquivos estão sendo criados ou baixados. Organização é também uma questão de mentalidade porque é uma questão de criar hábitos que sustentem a organização.

Quando se fala de arquivos digitais é essencial criar hábitos para lidar com os novos arquivos que chegam ou são criados. O ideal é direcionar imediatamente os arquivos para a pasta na qual ele se encaixa. Se diariamente você recebe ou cria um grande volume de arquivos talvez seja útil você criar uma pasta que sirva como caixa entrada: um local onde você mantém os arquivos novos até o momento de direcioná-los à sua devida pasta. Lembrando que essa pasta deve conter arquivos apenas temporariamente, não permita que arquivos se acumulem ali por muitos dias senão você vai acabar criando uma espécie de “quarto da bagunça virtual” e logo o seu sistema de organização ficará desatualizado e não te atenderá mais.

De forma similar, se te for útil, você pode criar uma pasta “temporários”, onde você mantém arquivos que estão em uso no momento, que você precisa acessar todos os dias por algum motivo. Quando esse acesso frequente não for mais necessário, direcione o arquivo para a pasta que lhe cabe.

E por fim, embora não tenha diretamente a ver com organização, é importante falar do processo de backup. Afinal, você não vai se dedicar a manter seus arquivos organizados para perder tudo se o seu computador tiver alguma problema não é? Você pode fazer o backup em um HD externo ou em nuvem. São diversas as opções, como Google Drive, OneDrive, Dropbox. Eu, particularmente, uso as duas formas, o HD e a nuvem, porque segurança nunca é demais. E claro, torne o backup um hábito, não adianta fazer uma vez e nunca mais, senão ele ficará desatualizado. 

Como eu disse no post da semana passada, tenho sentido a necessidade de revisar e reavaliar meus planos e projetos e veio junto uma vontade de reorganizar minhas coisas. Escrever esse post me fez querer reorganizar minha estrutura de pastas e reescrever minha taxonomia pessoal. Inclusive, quando o post for ao ar, eu provavelmente já terei feito isso. Se quiserem posso mostrar como ficou. E se quiserem, compartilhem nos comentários como é a organização dos arquivos de vocês.

Até mais,

Juliana Sales

13 comentários sobre “Organização de arquivos digitais

  1. Adorei esse post! Eu preciso com urgência organizar meus arquivos do computador, e coloquei na minha agenda para começar esse processo semana que vem. Assim como você, adoro criar muitas pastas e subpastas para que tudo fique bem nichado e mais fácil de encontrar. Também gosto de começar dando uma olhada na área de trabalho, pois apesar de ter poucos atalhos lá, às vezes alguns programas acabam indo parar lá quando são baixados (ou eu crio atalhos sem querer).
    E sim, eu tenho muuuuita coisa acumulada nos downloas.
    Adorei o post!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Esse post veio a calhar porque tenho um pouco de dificuldade em organizar meus arquivos digitais. Realmente a parte física é mais fácil, já que podemos visualizar de imediato o que está no lugar ou não, e como tenho memória fotográfica para mim é mais fácil nesse sentido. As subpastas são importantes e facilitam muita coisa, vou da mais atenção à elas ao invés de criar várias pastas diferentes.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Patrícia, que bom que o post veio de encontro a essa sua dificuldade, espero que ele realmente te seja útil! E eu acredito que as subpastas facilitam muito porque acho que pastas mais gerais pode acabar misturando os assuntos.

      Curtir

  3. Eu gosto muito dos seus post, sempre imprimo e guardo para poder reler com mais calma, acredito que alguns artigos precisamos sempre ler e reler para não esquecer. Eu tenho muita dificuldade em organizar os arquivos digitais, sempre começo com algumas fotos, documentos e livros mas, não acredito que estejam 100% organizados como deveriam, cheguei a comprar o mesmo livro duas vezes porque não lembrava onde havia guardado.

    Curtido por 1 pessoa

    • Oi Viviane, que bom saber que meus posts são úteis pra você! E eu acho que o que mais complica na organização dos arquivos digitais é o volume, porque a gente acumula muita coisa. Espero que as dicas do post te ajudem!

      Curtir

  4. Excelente post, Juliana!
    Eu sempre procurei organizar meus arquivos no computador, mas confesso que minha pasta de Downloads anda meio largada ultimamente. Tenho que rever isso (obrigada por lembrar, inclusive!). A área de trabalho eu acho ótima para começar a organizar, já que é a “porta de entrada”, o que vemos primeiro ao ligarmos o PC (como a sala da casa, por exemplo); não sei se é só comigo, mas acho que dá até mais ânimo trabalhar, estudar e etc. (e até mesmo, organizar o restante) com uma área de trabalho arrumadinha ^^’
    Enfim, ótimas dicas. Ah, e aguardo sua organização das pastas (fiquei curiosa aqui).

    Abraços e ótima semana.

    Curtido por 1 pessoa

    • Então Bells, como eu acabei de responder em outro comentário, até pouco tempo atrás minha pasta de Downloads também era uma bagunça. Usava como uma espécie de arquivo morto e tinha muita coisa lá, até de anos. Foi um alívio quando ela ficou vazia! rs E concordo com você, uma área de trabalho cheia de coisas até me desconcentra. Quanto as minhas pastas, vou ver se posto essa semana no Instagram como ficou.

      Curtir

  5. Buongiorno, cara mia.
    Nossa, eu fico tão feliz quando vejo minha pasta de download vazia e isso acontece uma vez por semana. Toda sexta-feira eu organizo e esvazio. Mas, confesso que meus processos de organização digital não são dos melhores. Eu tenho uma pasta chamada arquivo morto e coloco tudo ali para olhar depois (essa data impossível).
    Tenho usado o desktop apenas para o material no qual estou a trabalhar no momento e nada mais, para evitar conflitos e possíveis confusões. Depois coloco em outras pastas ao finalizar. Isso funciona. Mas, a pasta “meus documentos” do windows, por exemplo, é uma bagunça. Preciso rever essa organização e encontrar um caminho melhor.
    Ah, quando eu resolvi arrumar a minha vida digital usei post its na parede para visualizar o que eu precisava no campo de pastas e subpastas, mas acho que algo não deu certo ali nesse processo. rs
    Eu invejo o mio amore, tudo no computador dele tem uma ordem de pastas e subpastas invejáveis). Já pensei em dar o meu note a ele e dizer: arruma. Seria caótico para mim porque se precisar encontrar alguma coisa na organização dele, eu enlouqueço.
    Temos estilos de trabalho diferentes e ele é técnico-engenheiro.
    Eu sou o contrário. rs

    Ps. Vou deixar seu texto aberto para novas leituras para ver onde estou a errar nos meus caminhos aqui.
    bacio

    Ps. Adorei o post

    Curtido por 1 pessoa

    • Lunna, acredite se quiser, mas eu nunca tive minha pasta de downloads vazia até pouco tempo atrás! Eu a usava meio que como um arquivo morto, como você mencionou, e sempre ia deixando as coisas ali. Só depois da revisão que eu fiz por essas dias consegui zerar e deixar vazia, e fiquei bem feliz! E pelo que comentou, acho que ia gostar da minha estrutura de pastas e subpastas também! rs Mas é aquilo: cada um tem seu processo de guardar e procurar as coisas e por isso cada um tem que criar seu próprio processo, seguindo sua lógica pessoal. Espero que o texto te dê inspiração para arrumar as coisas por aí!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s