Conceitos Básicos: Gestão do Tempo

Gestão do tempo, administração do tempo, gerenciamento do tempo. Qualquer que seja o termo usado, o sentido é o mesmo, em inglês time management, onde o verbo to manage pode ser traduzido como gerir, gerenciar, administrar. Independente do verbo escolhido, a ideia que se quer passar é que gestão do tempo ou time management é coordenar o tempo, definindo de que forma esse recurso será usado.

Gestão do tempo é um termo um pouco controverso no universo da organização e produtividade. Há quem não goste de usar essa expressão, alegando que não é possível gerenciar o tempo já que não podemos controlá-lo, não podemos criar tempo. Isso pra mim é apenas uma questão de linguagem. É óbvio que não se pode lidar com o tempo da mesma forma que lidamos com outros recursos, então gerenciamento do tempo se refere à forma como gerenciamos o uso que fazemos dele. Pode-se dizer que estamos gerenciando nossas atividades, nossas prioridades, nossa energia, mas no fundo o que estamos fazendo mesmo é cuidando da forma como o tempo está sendo usado. Poderíamos chamar de gestão do uso do tempo, mas, outra vez, é só uma questão de linguagem, o sentido é o mesmo.

Mas o que é, então, gestão do tempo? Minha definição pessoal é: organizar o uso do seu tempo para, em vez de vê-lo passar sem perceber, ter consciência de como e com o que esse tempo está sendo gasto. E isso envolve alguns pontos importantes que falaremos nesse post: níveis de energia, prioridades claras, saber delegar.

tres relogios sobre um notebookFoto de Vishal Jakhu em Unsplash

Para administrar seu tempo, o primeiro passo é saber com o que ele está sendo gasto. Para isso é necessário um olhar atento ao dia a dia, um verdadeiro mapeamento do que fazemos. Você aí, que reclama que nunca tem tempo, sabe me dizer com o que exatamente seu tempo está sendo gasto? É preciso ter essa resposta. Você nunca vai conseguir fazer a gestão do seu tempo se não souber o que está fazendo com ele.

Depois de saber tudo o que você tem feito, é hora de se perguntar: essas coisas precisam realmente ser feitas? Se sim, precisa ser agora ou pode ficar para depois? Isso é determinado pelas prioridades. Ao ter clareza sobre o que é prioritário, o que é importante e o que é urgente, podemos direcionar nosso tempo para cada uma dessas atividades conforme o necessário, definindo como ele será usado. Esse é o começo de um processo de gestão do tempo.

Então, precisamos pensar em outro fator: se eu já determinei quais coisas tem preferência na hora de distribuir o tempo, o quanto de energia eu preciso para fazer cada uma delas? Eu já falei bastante aqui sobre as variações de energia que todos nós temos ao longo do dia. Ao definir como usar o seu tempo, leve isso em conta também.

Além disso, outro aspecto a se considerar é sobre com quais atividades e tarefas vale a pena gastar o seu tempo. Existem coisas que simplesmente não precisam ser feitas, porque não agregam em nada e não tem valor algum. E deixando claro que eu não estou falando de coisas como hobbies, descanso, momentos de lazer, autoconhecimento e bem estar. Tudo isso tem muito valor e, no meu conceito de produtividade, faz parte de uma vida produtiva. E existem certas coisas que precisam sim ser feitas, mas não obrigatoriamente por nós. Nesse caso, elas podem (e devem) ser delegadas, evitando que fiquemos sobrecarregados e “sem tempo”. 

conceitos basicos gestao do tempo post blog produtivamenteFoto de Nicola Styles em Unsplash

Mas tudo isso que eu falei só pode ser analisado adequadamente quando temos a consciência de o que estamos fazendo com nosso tempo ou, indo além, qual o valor do nosso tempo. Ao avaliar suas tarefas, atividades em geral, qualquer coisa que você queira fazer, se pergunte: vale a pena usar o meu tempo com isso? É algo obrigatório? É importante, contribui para atingir minhas metas? Me traz alegria, satisfação, bem estar? Se você respondeu 3 “nãos”, será que o gasto do tempo é válido?

Essencialmente, então, a gestão do tempo envolve ter consciência de como ele é gasto e a partir daí, usá-lo da melhor forma possível. Isso é feito através da definição de prioridades, do planejamento do seu dia/semana/mês, da criação de rotinas, de saber delegar e de organizar o que você quer fazer levando tudo isso em conta.

Gerenciar o tempo e estar atento à forma como o usamos é um componente importante de uma vida organizada e é essencial para ser produtivo. Como funciona a gestão do tempo pra você?

Até mais,

Juliana Sales

 

Um comentário sobre “Conceitos Básicos: Gestão do Tempo

  1. Tarefa nada fácil gerenciar o tempo. Às vezes, eu me desoriento dos dias, das horas e levo um susto quando olho para o calendário. E lá se foram cinco dias do mês de setembro e eu não faço idéia do que houve com eles. Como trabalho com projetos, tenho “tempo” para outras coisas. Não fazer nada é muito importante para mim. O ócio é algo que me ajuda a pensar, reagir e criar.
    Então, preciso de um tempo para ler, para escrever, andar, assistir televisão porque ver um produto pronto, permite que a minha mente descanse e não fique em atividade. É impressionante como esse tipo de coisa faz bem. Insistir com algo não faz bem, mas eu levei tempo para descobrir isso.
    Enfim, gestão de tempo é algo que depende nos compreender (como você mencionou, listando o que fazemos) e compreender o espaço a nossa volta, as atividades que realizamos e como as realizamos. E não acontece num estalar de dedos. rs
    Pelo menos, para mim, algumas coisas, levaram anos para que eu compreendesse.
    bacio

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s