Vamos falar sobre foco?

Não é preciso consultar um dicionário para saber o que é foco. Podemos definir foco como a capacidade de nos manter concentrados em determinada ação ou tarefa. Eu já expliquei por aqui a diferença entre foco e concentração porque, sim, as definições são diferentes. Mas em termos práticos podemos ter a liberdade de considerar as duas palavras como sendo sinônimos.

Todos sabem também que conseguir se manter focado é essencial para ser uma pessoa produtiva. Um dos fundamentos da produtividade é a atenção e foco nada mais é do que direcionar e manter nossa atenção sobre determinada coisa/assunto. Existem algumas técnicas de produtividade, como o Deep Work que falam principalmente sobre a importância de gerenciar nossa atenção e focar o máximo possível em nossas tarefas.

Claro que isso não é tão simples. Vivemos em um mundo de distrações, com notificações de mensagens chegando a todo instante, pessoas nos chamando, telefones tocando, tarefas e obrigações novas surgindo. E justamente por isso, por estarmos rodeados por esse excesso de informação, se torna ainda mais importante sermos capazes de direcionar nossa atenção, ou seja, mantermos nosso foco.

A boa notícia é que diversos estudos apontam que podemos treinar nossa capacidade de nos mantermos focados. Cal Newport, defensor do conceito de Deep Work e autor de um livro sobre o assunto, afirma que concentração e foco são habilidades que podem ser treinadas e desenvolvidas.

Continuar lendo

Produtividade pessoal: meus métodos favoritos

Estou muito feliz em estar escrevendo esse que é o primeiro da maratona de posts em comemoração ao aniversário do blog. Eu pensei em fazer nessa semana uma série de posts curtos com dicas e indicações relacionadas aos vários assuntos que eu já tratei aqui. Então teremos indicação de livros, de aplicativos, dicas básicas de organização e produtividade. E o tema do post de hoje são as famosas técnicas de produtividade.

Quem acompanha o blog sabe que eu já trouxe por aqui vários posts apresentando as mais diversas metodologias para melhorar a sua produtividade. E, além das que eu já falei sobre, existem diversas outras por aí.

Então eu resolvi trazer nesse post cinco técnicas que eu indico. Não são as melhores porque eu já disse inúmeras vezes que isso não existe. Não há o método ideal ou perfeito e sim aquele que melhor atende suas necessidades. O que eu vou indicar aqui são as que eu mais uso e que funcionam para mim.

Eu vou falar um pouco sobre cada uma delas, e vocês vão perceber que elas são complementares, estão relacionadas entre si. Eu não uso necessariamente todas elas ao mesmo tempo, as vezes combino duas ou três, as vezes alterno entre uma e outra. Tudo depende da quantidade de tarefas que eu tenho, de como está a minha motivação, minha concentração, dentre outros fatores.

Continuar lendo

Deep Work: um conceito chave para aumentar sua produtividade

Quem já leu o “Sobre” aqui do blog sabe que eu sempre fui uma pessoa muito interessada em aprender sobre produtividade e organização. É um assunto que sempre fez parte da minha vida e até por isso surgiu a ideia do blog. E quem me conhece sabe que eu estou sempre com um livro na mão. Leitura sempre foi meu hobbie favorito. Juntando essas duas coisas, fica fácil deduzir que eu sou uma grande consumidora de livros sobre produtividade/organização.

Essa introdução foi para dizer que recentemente encontrei um livro novo sobre o assunto, chamado “Deep work:  rules for focused success in a distracted world”, de Cal Newport. Novo é maneira de dizer, porque na verdade ele foi lançado em 2015. Mas pelo que eu pesquisei somente esse ano ele foi publicado em português, com o título “Trabalho focado: como ter sucesso em um mundo distraído”.

O livro entrou imediatamente para a minha lista de leituras porque o conceito que ele traz é bem interessante: basicamente a ideia é que o trabalho que todos nós fazemos pode ser classificado em duas categorias:

  • deep work (trabalho profundo) é aquele  que gera valor, que traz resultados relevantes, nos aproxima de nossas metas; requer energia, tempo e concentração.
  • shallow work (trabalho superficial): são aquelas tarefas que não levam à lugar nenhum e não exigem grande concentração ou esforço mental; coisas como reuniões, e-mails, telefonemas, por exemplo.

Continuar lendo