Simplificar para ser produtivo

Desde o começo do blog eu sempre tentei explicar por aqui a diferença entre estar ocupado e ser produtivo. Os dois conceitos, que muitas pessoas pensam ser a mesma coisa, na realidade são quase que opostos. Esse é um dos maiores mitos da produtividade. E é fácil entender essa confusão porque o conceito de produtividade, no ambiente industrial, significa produzir mais em menos tempo e, se possível, com menos recursos.

Essa definição pode ser aplicada para uma máquina, um equipamento, mas não para pessoas. Um ser humano não pode viver uma vida em que ocupa todo o seu tempo trabalhando, produzindo, sem se preocupar com todos os outros aspectos que fazem parte da nossa existência. Sem falar que, geralmente, quem está o tempo todo ocupado, não tem tempo para se planejar e muitas vezes nem sabe aonde quer chegar realizando tantas tarefas.

Na semana passada eu falei aqui que produtividade, para mim, definida da forma mais simples possível, é saber gerenciar o seu tempo. Todo mundo tem metas que quer cumprir, objetivos para alcançar; ninguém trabalha sem motivo, mesmo que o motivo seja apenas garantir o salário no final do mês. A produtividade entra quando você entende que a sua vida não é, não precisa ser, só trabalho, mesmo que seja um trabalho que você ame. Produtividade, então, serve para equilibrar o uso do seu tempo, ajudando a fazer suas obrigações de forma eficiente para ter tempo de fazer todas as outras coisas que despertam nosso interesse, nos fazem bem e nos trazem alegria.

Continuar lendo

Criando uma rotina e um cronograma de limpeza da casa

O tema do post de hoje já vem sendo pedido aqui no blog tem um tempinho. Desde que eu falei sobre o método FlyLady, no próprio post, começaram a surgir perguntas sobre como organizar a rotina de limpeza da casa, fazendo um pouco por vez e sem ter a necessidade de fazer um super faxina e limpar tudo de uma vez.

O fato é que eu sempre odiei aquela coisa de “hoje é dia de faxina”. Sempre me pareceu um trabalhão enorme e eu ficava pensando se não havia uma outra forma de fazer isso. Óbvio que ninguém quer viver no meio da bagunça e da sujeira, mas eu sempre me perguntei se não seria mais prático fazer por partes ao invés de querer fazer tudo de uma vez só e gastar horas ou até um dia inteiro.

Mas eu nunca tive muita noção de como organizar isso, então seguia reclamando, mas fazendo do mesmo jeito de sempre. Por isso, a descoberta do método FlyLady foi um achado, porque me mostrou uma forma diferente de gerenciar as tarefas de organização e limpeza da casa. Eu conheci o método já tem muitos e muitos anos, no blog da Thais, mas só fui colocá-lo em prática a pouco tempo, mais ou menos na mesma época que eu escrevi o post por aqui.

Na realidade, eu não sigo o método criteriosamente, apenas adotei ideias e conceitos para criar uma forma de manter a casa limpa e organizada sem me estressar e sem tomar muito do meu tempo. É isso que eu vou compartilhar nesse post, deixando sempre claro que não é uma regra nem a única forma certa. É apenas o que eu faço, e quem sabe pode funcionar para você também ou ao menos servir como inspiração para você organizar sua própria rotina.

Continuar lendo

Dicas de organização para o quarto

Seguindo com a série de posts sobre organização de casa, vamos falar hoje de organização do quarto (já tem post com dicas para organizar o home office, a cozinha, a sala de estar e o banheiro). E como em todos os cômodos anteriores, existem alguns princípios que eu sempre levo em conta na hora da organização.

O primeiro é a questão da funcionalidade. Eu acredito que organização é para facilitar nossa vida, então na hora de organizar qualquer cômodo é bom levar sempre em conta qual o seu principal uso, qual a função e, a partir daí, definir as regras de organização. O quarto, a princípio, é onde você descansa, relaxa e repõe suas energias. Para mim, precisa ser um ambiente agradável, que passe a sensação de conforto e tranquilidade.

É importante considerar isso na hora de organizar o ambiente. A função também está diretamente relacionada aos ocupantes: organizar um quarto de alguém que o ocupa sozinho tem uma certa diferença de organizar o quarto de um casal. Da mesma forma, um quarto de criança tem certas características que o diferem do quarto de um adulto ou adolescente. Pense em tudo isso na hora de organizar.

Continuar lendo

Sobre rotina de limpeza e organização do banheiro

Ano passado eu comecei a falar um pouco aqui no blog sobre organização de casa. Meu foco sempre foi mais direcionado para organização de projetos e tarefas, do tempo, de arquivos digitais e até do seu escritório e ambiente de trabalho. Mas, além de haver uma demanda por parte de quem me acompanha por mais posts desse assunto, esse também é um ponto que eu as vezes negligencio em termos de organização. Então, os posts sobre isso são muito úteis para mim também, porque muito do que eu pesquiso e trago para cá, eu acabo utilizando no meu dia a dia.

Para não ficar muito cansativo eu decidi fazer um post separado para cada cômodo/área da casa, reunindo uma série de dicas. Já falamos por aqui sobre organização do home office, da cozinha e da sala de estar (para ler cada um é só clicar no link!) e hoje vamos falar sobre a organização do banheiro.

A princípio o banheiro não parece ser muito difícil de se organizar por, geralmente, ser um cômodo pequeno. Mas precisamos considerar que provavelmente ele é um dos cômodos mais usados da casa e por todas as pessoas que nela vivem e, justamente por isso, talvez seja o que mais precisa ser limpo e o que mais requer atenção diária.

Lembrando que, para mim, organização de casa envolve dois aspectos. O primeiro é a organização em si, o fato de ter um lugar para cada coisa que está naquele ambiente. É manter o local arrumado e, mais que isso, funcional. O outro aspecto é a questão da limpeza e manutenção e como incluir isso no dia a dia de forma prática e sem gastar muito tempo.

Vamos começar falando então sobre a organização, com algumas de dicas que podem ajudar a manter seu banheiro mais organizado e agradável. Quando se fala em organizar o primeiro ponto é definir se tudo que está em um lugar pertence àquele lugar. Ou seja, tudo que está no seu banheiro realmente precisa estar lá? Como tudo que se trata de organização, não existe certo ou errado, os critérios são puramente pessoais.

Por exemplo, os produtos de limpeza do banheiro, ficam no próprio banheiro ou na área de serviço, junto com os demais produtos de limpeza? A dica mais comum é manter no banheiro justamente pela questão da funcionalidade. Se você usa ali é mais prático manter ali. Mas há quem não goste e temos que considerar também a questão do espaço. Eu acho que é mais fácil deixar o essencial dos produtos de limpeza no banheiro mesmo, mas cada um tem que ver qual a sua preferência e o que funciona melhor para si.

itens de banheiro sobre a pia escova de dente sabonete

Foto de Curology em Unsplash

O mesmo vale para toalhas, por exemplo: é melhor manter no banheiro ou no guarda roupas? E o estoque de itens de banheiro, como papel higiênico e pasta de dente, por exemplo? Leve em conta o espaço que você tem no seu banheiro e também o que parece mais correto para você. Teste e veja o que facilita mais o seu dia a dia. Só não se esqueça que o banheiro é um ambiente úmido e algumas coisas, como maquiagens, podem estragar se constantemente exposta à umidade.

Quando se fala de organização é fundamental se lembrar do passo mais básico desse processo: destralhar. Lembrando sempre que não se organiza tralha. Então, cheque tudo o que está no seu banheiro e que você pode descartar: frascos vazios, produtos vencidos, itens quebrados ou danificados. Tudo isso ocupa espaço desnecessariamente. Analise tudo que você tem e se pergunte se você realmente usa, se está na validade e em condições de uso. Essa checagem deve ser feita periodicamente, porque a maioria das pessoas tem tendência a acumular esse tipo de coisa.

Essa checagem periódica é importante também para que não falte nada de uso frequente porque alguma coisa acabou e você não percebeu. Então, além de verificar o que pode ser jogado fora, veja também o que está acabando e você precisa repor, seja pegando na despensa ou comprando um novo. O que eu costumo fazer é ter sempre um produto extra guardado para não precisar sair correndo pra comprar se acabar alguma coisa. Isso vale para todos aqueles produtos de uso diário: pasta e escova de dentes, fio dental, enxaguante bucal, shampoo, condicionador, desodorante, sabonete e por aí vai.

Agora vamos ver algumas dicas rápidas de organização antes de começarmos a falar da rotina de limpeza.

  • Setorize sempre. Deixe os produtos próximo ao local onde são usados. Produtos de banho dentro do box, escova e pasta de dente sobre a pia ou em um armário próximo. Deixar as coisas à mão facilita o uso e facilitar o uso é um dos motivos básicos pelos quais organizamos nossas coisas.
  • Use cestos/potes organizadores. Além de separar por setores, use cestos para reunir todos os produtos de um mesmo setor. Eles são muito úteis também para organizar os itens que ficam nos armários ou sobre a pia: cotonete, algodão, grampos, pente e escova de cabelo. Você pode guardar os itens semelhantes em um mesmo cesto e  separar em produtos para o rosto, para o corpo, para o cabelo. E até os produtos de limpeza, se você optar por mantê-los no banheiro, podem também ganhar um cestinho só pra eles.
  • Para ganhar espaço você pode instalar cabides atrás da porta ou prateleiras em locais estratégicos (em cima da porta ou na parede sobre o vaso sanitário). Busque formas inteligentes de otimizar o espaço que você tem.
  • Quanto ao cesto de roupa suja: para mim é mais fácil e prático mantê-lo no banheiro. Mas, se não tiver espaço, uma sugestão legal que eu vi é usar uma ecobag pendurada em um gancho, por exemplo.
exemplo de dois armarios de banheiro organizados com cestosExemplos de organização de armários de banheiro usando cestos (Imagens do Pinterest – disponíveis aqui e aqui)

Em termos de limpeza eu sigo o conceito geral do método FlyLady para todos os cômodos da casa: um pouquinho por dia. Principalmente no banheiro algumas coisas precisam ser feitas todos os dias. O que faço e recomendo é fazer no dia a dia aquelas tarefas rápidas de limpeza e que de fato devem ser realizadas diariamente. E ter também uma lista de coisas que precisam ser feitas periodicamente, seja uma vez por semana, uma vez a cada 15 dias ou uma vez por mês. Gosto de fazer a lista e deixar tudo escrito para não me esquecer de nada.

Cada um sabe de suas necessidades diárias, mas existem algumas coisas que podemos fazer todos os dias sem gastar muito tempo e que ajudam a manter o ambiente limpo: limpar rapidamente a pia após o uso, para tirar os respingos; fazer uma limpeza superficial no box durante o banho; passar um pano úmido no chão.

Já outras coisas podem ser feitas com uma frequência maior e é você quem decide se vai fazer uma vez por semana ou uma vez por mês. O ideal é você fazer um levantamento geral no seu banheiro e anotar tudo que precisa ser feito. Depois de listar, defina com que frequência cada coisa será feita. Por exemplo, aqui, o banheiro passa por uma limpeza mais pesada uma vez por semana: pia, vaso sanitário, box. Mas os espelhos, por exemplo, faço uma limpeza a cada 15 dias ou até mais,  porque no dia a dia uma passada rápida de pano resolve e a sujeira demora mais para acumular. Os armários eu limpo uma vez por mês que é quando faço aquela checagem que eu falei antes, para destralhar e jogar fora o que pode ser descartado.

Para terminar uma pequena lista de coisas a serem limpas no banheiro, para quais cabe a você definir a frequência com que essa limpeza será feita: pia, vaso sanitário, box, paredes, chão, vidros (janela), espelho, armários e prateleiras, ralos, lixeira (lavar e não só trocar o saco plástico), tapetes (seja aquele antiaderente do  chuveiro ou o que se usa após sair do banho).

Como nos demais cômodos das casa a organização do banheiro passa por deixá-lo funcional, ou seja, armazenar os objetos de forma a facilitar o uso. A limpeza requer mais cuidado diário do que os demais cômodos, mas isso não quer dizer que necessariamente você precisa gastar muito tempo com isso.

Até mais,

Juliana Sales

 

Os posts mais lidos em 2019

Como já é tradição aqui no blog, o primeiro post do ano sempre traz os conteúdos que fizeram mais sucesso no ano anterior, os posts mais acessados.

Em 2019 o blog cresceu de uma forma muito legal. Foram 56 post publicados e em outubro ultrapassamos as 4000 visualizações mensais. No aniversário do blog, em setembro, teve a Semana da Produtividade, onde eu fiz 5 dias seguidos de posts, com um passo a passo de como começar a se tornar uma pessoa mais produtiva, melhorando a forma de administrar suas tarefas e usar seu tempo. Outra coisa legal foi o projeto de leitura do blog, onde eu me propus a ler e compartilhar aqui um resumo/resenha por mês de um livro sobre organização/produtividade.

Esse ano também eu comecei a oferecer os serviços de assistente virtual, uma ideia que surgiu graças a demanda aqui do blog. Foi uma forma que eu encontrei de conseguir ajudar ainda mais que se encontra perdido em meio a um sem fim de tarefas, não consegue obter resultados e não tem tempo para nada. Esse ano eu pretendo aprimorar a prestação desse serviço, bem como tenho outros projetos legais relacionados ao blog.

Vamos ver então quais os conteúdos mais populares do blog esse ano. Considerando apenas os post publicados durante 2019, os post mais acessados foram:

  1. Organização e Clareza Mental: aqui eu falo um pouco sobre como o processo de organização pode te ajudar a pensar melhor e ver as coisas com mais clareza.
  2. Como é o meu Sistema de Organização: post onde eu conto quais ferramentas e técnicas  eu uso para organizar meu dia a dia, minhas tarefas, projetos e atividades em geral.
  3.  Vamos falar sobre como criar uma Rotina da Manhã?: esse post fala de como rotinas são ferramentas poderosas para melhorar nossa produtividade e como a forma como começamos nosso dia influencia todo ele.

Se considerarmos tudo que já foi publicado no blog, desde quando ele surgiu lá em 2017, os post mais vistos esse ano foram:

  1. Organize sua Casa – Guia Básico do Método FlyLady: post com as principais informações sobre como funciona a metodologia FlyLady e como aplicá-la no dia a dia, na organização e rotina de limpeza da sua casa.
  2. Método RPM – Mantenha o Foco nos Resultados: explicação sobre o método RPM, usado para organizar tarefas e atividades. A ideia é que focar nos resultados pode ser a chave para aumentar sua produtividade e realizar suas metas.
  3. Porque você precisa ter cuidado com o Excesso de Informação: esse post, que rendeu até uma matéria para a revista Abeeon Empreende (clica no link para ver a edição da revista com a matéria!), explica como o excesso de informação nos prejudica e o que fazer para lidar com isso.

Outra vez agradeço a todo mundo que me acompanha por aqui, seja desde o começo do blog seja quem chegou agora. Se isso aqui começou como um hobby, hoje eu sinto um compromisso com vocês, de compartilhar o que eu sei sobre o assunto e poder ajudar quem quer ser mais organizado e mais produtivo. O retorno que eu recebo, nos comentários, nas redes sociais e principalmente por e-mail é muito legal e me sinto muito satisfeita por essa troca.

E que venha 2020 e que seja um ano excelente para todos nós.

Até mais,

Juliana Sales