Casa Organizada, Thais Godinho

E hoje vamos de post com mais uma das minhas leituras. Já tem bastante conteúdo por aqui com os livros que eu li sobre produtividade, organização e afins, para ver todos os textos publicados é só selecionar no Menu a categoria “Livros”. E o de hoje é o Casa Organizada, da Thais Godinho.

Quem acompanha o blog desde o começo sabe que a Thais é uma das minhas inspirações. Lá na época da faculdade, quando eu comecei a sentir necessidade de organizar melhor meu dia a dia e comecei a buscar dicas de como fazer isso, foi no blog da Thais que eu peguei as primeiras dicas e aprendi o básico sobre organização. Claro que eu acompanho o trabalho dela até hoje e sempre aprendo algo novo.

E como não poderia ser diferente, o conteúdo do livro é muito bom. É uma reunião de dicas e assuntos que ela já tratou no blog, apresentados de forma sequencial e didática e acompanhados de alguns exercícios que tanto promovem a reflexão quanto ajudam a ir colocando em prática os conceitos apresentados no livro. É uma leitura rápida, com linguagem simples e que flui muito bem.

Continuar lendo

Os posts mais lidos em 2020

Já é meio que uma tradição aqui no blog que o primeiro post do ano seja listando quais os posts mais populares do ano anterior. Acho bem legal ver isso, porque consigo saber quais assuntos mais chamaram a atenção no ano. 

2020 foi um ano bem atípico. Muitos projetos ficaram em suspenso por contas das circunstâncias que vivemos. Quando a quarentena se iniciou eu fiquei um pouco em dúvida sobre como manter o conteúdo aqui no blog. Publicar o que eu tinha previamente planejado parecia não fazer muito sentido, já que as preocupações de todo mundo estavam em entender o que estava acontecendo e aprender a viver com o isolamento social e as mudanças que isso trouxe.

Mas aos poucos, fui ajustando o conteúdo à realidade atual: falando sobre produtividade home office, sobre como ter a rotina pode ajudar a nos mantermos mentalmente sãos, sobre não se cobrar demais para ser produtivo. 

Enfim, nesse ano que passou, foram publicados 54 posts no blog. Vamos ver então quais foram os que tiveram mais acessos?

Continuar lendo

27 sugestões de coisas para você destralhar

Mês passado eu publiquei um post aqui no blog propondo uma reflexão sobre o processo de destralhar. E eu recebi um retorno muito legal, de algumas pessoas me contando que conseguiram ter uma visão mais ampla sobre o destralhamento e até entender melhor a sua importância. E junto com esse feedback vieram também algumas perguntas de pessoas em dúvida sobre como saber o que elas deviam destralhar e o que deviam manter.

E eu achei muito curioso receber esse tipo de pergunta por que a resposta é totalmente pessoal. Cada um precisa decidir por si o que gostaria de manter consigo e o que pode desapegar, baseando-se em critérios próprios, sobre como se sente em relação as coisas, como é o uso, qual a importância, etc.

Por outro lado, eu entendo que quem se dispõe pela primeira vez a fazer esse processo, pode se sentir perdido, completamente indeciso sobre como definir o que pode ser descartado e o que vai ser mantido. Daí surgiu esse post.  

Continuar lendo

Refletindo sobre o processo de destralhar

Eu já falei algumas vezes por aqui que uma das atividades essenciais da organização é o ato de destralhar, ou seja, se livrar do que não usamos, não tem utilidade ou valor. Um mantra da organização é que não se organiza tralha, então antes de começar qualquer processo de organização é preciso fazer o processo de destralhe.

Normalmente quando falamos em destralhar, associamos com objetos, com organização física de ambientes. É bem clara a importância de destralhar quando falamos de organizar o guarda roupa ou colocar a papelada em ordem, por exemplo. 

Mas o que eu percebi é que esse conceito pode ser ampliado, indo além da organização e do ato de se livrar de coisas materiais. Pensando em termos de produtividade, destralhar também pode ser extremamente positivo. Não faz muito tempo, eu fiz um post falando sobre a relação entre simplicidade e produtividade, no sentido de que simplificar pode ser a chave para ser mais produtivo, através da eliminação de tudo que não te agrega, não te leva mais para perto dos seus objetivos ou não te faz feliz. E essa eliminação nada mais é que o ato de destralhar. 

Continuar lendo

Como lidar com uma pessoa desorganizada

Eu falo muito aqui sobre como a organização facilita nossa vida. E sobre o quanto perdemos por causa da desorganização: tempo, energia, paciência, motivação, oportunidades. A lista é longa. E de vez em quando eu recebo mensagens com uma questão muito relevante: o que fazer quando a pessoa desorganizada da história não é você?

É muito comum ver situações do tipo: “eu tento organizar minha casa, mas a organização não se mantém porque meu marido/esposa/filho são muito desorganizados” ou “não consigo me organizar no trabalho porque meus colegas/meu chefe não tem noção nenhuma de organização”. E eu sei bem como é isso, no meu primeiro emprego tive um chefe que era completamente desorganizado e a equipe inteira se virava do avesso para dar conta das demandas, o que era muito estressante e nem um pouco produtivo. Além disso, eu convivo de perto com uma pessoa que, se não é propriamente bagunceira, também não se importa com organização. E é sobre isso que vamos falar hoje.

A primeira questão a se dizer é que deve-se buscar entender porque a desorganização da pessoa te incomoda. É algo que de fato te prejudica e te atrapalha ou é um simples incômodo? Se for o segundo caso, infelizmente, não há nada que se possa fazer. Se não te afeta, é problema da pessoa, não seu. E eu sei que esse é um aprendizado difícil, alguém que ama organização como eu (e sabe dos seus benefícios) fica bem incomodado ao ver uma pessoa que não se importa com isso. Mas se não me afeta, não é problema meu.

Continuar lendo